OÁ abre semana com bate-papo

0 26

Dentro das comemorações dos 10 anos da OÁ Galeria, o espaço promoveu um encontro inédito entre o manauara Rodrigo Braga e os capixabas Fredone Fone e Joana Quiroga.

Esta foi a primeira vez que Braga veio à Vitória para um bate-papo sobre arte. O evento , que aconteceu na OÁ Galeria, na noite da última segunda-feira(19), teve como tema  “O Lugar na arte contemporânea”.

No cruzamento dos trabalhos de Rodrigo Braga (Mar Interior – Paris, França) e de Fredone Fone e Joana Quiroga (Adizzione – Milão, Itália e Hope – Bósnia) o trio discutiu um ponto, o lugar, não somente o espaço (físico), a ser destinado à obra de arte contemporânea.

O encontro contou com a mediação da artista e curadora Ariny Bianchi, e da pesquisadora e curadora Fabianne Azevedo. Em formato de bate-papo, o público também foi convidado para o diálogo.

Rodrigo Braga, Joana Queiroga, Thais Hilal e Fredone Fone no bate-papo que discutiu “O lugar na arte contemporânea”, na  OÁ galeria

Sobre Rodrigo Braga

Nascido em Manaus em 1976, logo mudou-se para Recife, onde graduou-se em Artes Plásticas pela EFPE (2002). Atualmente vive no Rio de Janeiro. Expõe com regularidade desde 1999 e em 2012 participou da 30a Bienal Internacional de São Paulo. Suas últimas exposições foram Agricultura da Imagem (galeria do BNDES, Rio de Janeiro, 2016) e Abrigo de Paisagem/ Veículo de Passagem (Paço das Artes, São Paulo,2015). Em 2016, expôs uma instalação de grandes proporções na capital francesa, onde ocupou as piscinas do Palais de Tokyo por três meses.

Leia Mais...
1 of 3


Trabalho de Rodrigo Braga

Sobre Fredone Fone e Joana Quiroga

Fredone Fone e Joana Quiroga começaram a trabalhar como coletivo em 2012. Juntos pensam o espaço público, e, principalmente, a especificidade de cada lugar, como meio para discutir questões de conflitos contemporâneos, como fronteiras, desigualdades e relação de ser humano-natureza. Entendendo que a arte é acima de tudo uma forma de olhar sobre a vida, privilegiam a utilização de materiais e elementos cotidianos em seus trabalhos. Já participaram de exposições e residências na Itália, França e Bósnia e Herzegovina.

Trabalh0 de Joana Quiroga

Trabalho de Fredone

OÁ 10 Anos

A mostra comemorativa contempla o acervo da galeria ao longo dos seus dez anos, destacando o trabalho de artistas capixabas, nacionais e internacionais. A nova abordagem curatorial e expográfica permite produzir conexões e percepções entre as obras. A abertura do acervo fará com que o espaço mais íntimo da galeria seja agora o mais íntimo do público. “A equipe da OÁ Galeria selecionou artistas de diferentes suportes, como pintura, desenho, fotografia e gravura, para compor todos os espaços. Assim, criamos lastros de identidade do conjunto para a unidade, e não da unidade para o conjunto, como acontece geralmente”, explica Felipe Ney, curador associado da galeria.

You might also like More from author

Leave A Reply

Your email address will not be published.