SEJA HYPE VOCÊ TAMBÉM

Um livro com sabor e humor

0 55

Os 10 anos do Roda de Boteco ganharam status de obra literária. O jornalista Guilherme Silva assina o livro que fala sobre a primeira década do evento, traz receitas e um pouco da história do famoso festival capixaba.

O lançamento de Roda de Boteco, História e Gastronomia – 10 anos aconteceu em 2016, durante a 12ª edição do Roda de Boteco, famoso festival gastronômico da categoria no Espírito Santo.

Hype bateu um papo com Guilherme Sillva sobre seu livro. Confira.


O que o levou a escrever o livro? 

Fui assessor de imprensa do festival Roda de Boteco durante três anos. O tempo passou e tornei-me repórter de A Gazeta. Há dois anos, quando tinha acabado de chegar de férias em Fernando de Noronha, o telefone tocou. Era Érica Semião, organizadora do evento, com o convite para escrever o livro em comemoração aos 10 anos de festival. Durante este tempo fomos juntando as ideias do que queríamos para o livro.

O que o leitor vai encontrar  de curioso nesse  resgate de 10 anos?

O livro é dividido em três momentos. O primeiro capítulo traz a história do Roda de Boteco. Desde quando o idealizador, Raimundo Nonato, ia pessoalmente, de bar em bar, apresentar a ideia e a maioria não acreditava nela. Vale lembrar, também, que há dez anos o termo ‘gastronomia de botequim’ não era cult, as pessoas tinham certo preconceito. E, hoje, o festival é um sucesso, reunindo 40 bares em Vitória e acontecendo, também, em Recife, Bahia e Brasília.

O segundo capítulo é sobre o Botecão, festa de encerramento do festival. São as histórias dos bastidores, como a do ano em que acabou a cerveja no meio da festa e o organizador teve sair para comprar mais bebida. Além dos cantores que já se apresentaram e como a festa cresceu durante todos esses anos.

Já o terceiro capítulo traz as receitas dos bares que foram campeões nestes 10 anos, em todas os locais em que o festival acontece. Tem petisco para todos os gostos e para o leitor fazer em casa. Além de fotos lindas. O livro tem ainda os ingredientes mais usados nas receitas – como pimentas, feijões e urucum, além de divertidas frases de botecos.

Pretende escrever outro livro no gênero?

Existe a vontade de fazer mais um livro. Fiz a proposta para um grupo de moda, que estará comemorando uma data redonda no próximo ano. Quem sabe não aconteça?

Guilherme Sillva por ele mesmo

“Tenho 32 anos, sou jornalista, sagitariano e tímido. Atualmente, trabalho como repórter do jornal A Gazeta. Adoro sol, praia, biscoito recheado e chocolate. Minha  grande paixão é viajar, tanto que costumo  não guardar minha pequena mala, para sempre programar o próximo destino. Agora, quero conhecer a Grécia. Deve ser incrível!”

 Sobre o festival

Durante o Botecão, que tem início nesta sexta, no Pavilhão de Carapina, amantes do samba e da boa gastronomia poderão conferir de perto mega shows com alguns dos maiores representantes do ritmo musical mais brasileiro que existe. Zeca Pagodinho, Fundo de Quintal, Arlindo Cruz e Jorge Aragão são as atrações nacionais que vão agitar o grande encontro de amigos este ano.

Como de costume, o evento vira mesmo um Botecão ao ar livre, com os 40 bares participantes do Roda de Boteco vendendo seus petiscos em porções individuais e a preços reduzidos. Neste ano, as delícias custarão R$ 13.  Outra característica que dá à festa a cara dos encontros de boteco são as mesas e cadeiras espalhadas pelo espaço, onde os botequeiros se reúnem para uma conversa animada e tomar aquela cerveja gelada.

Os ingressos estão à venda pelo site da Blueticket (www.blueticket.com.br), nas casas lotéricas de todo o Brasil pelo código 1010, e em alguns bares participantes do festival, por R$ 70 a inteira e R$ 35 a meia entrada, além de ingressos promocionais no primeiro lote para cada dia. Os clientes que comprarem a entrada com cartão Banescard vão pagar apenas R$ 30 em três endereços: os restaurantes Argento Parrilla dos Shoppings Vitória e Vila Velha, além da loja Artesanato Brasil, na Praça Costa Pereira.

Serviço

Botecão 2016

Quando: 8 e 9 de julho

Atrações: 40 bares e botecos, shows com Zeca Pagodinho (sexta); Jorge Aragão, Fundo de Quintal e Arlindo Cruz (sábado, em três shows separados)

Onde: Pavilhão de Carapina

 

Leave A Reply

Your email address will not be published.